Investimentos em imóveis: 4 principais modalidades, vantagens e riscos

Investir em imóveis é uma das formas mais tradicionais que o brasileiro conhece para fazer seu dinheiro render. Você provavelmente tem um conhecido que já relatou ter alavancado seu patrimônio explorando o setor imobiliário, seja alugando, comprando terrenos ou construindo casas. 

Mas a verdade é que explorar o setor imobiliário é uma tarefa complexa, que como todo investimento, tem oportunidades e riscos que devem ser avaliados. 

Por isso preparamos uma lista com as quatro principais modalidades, e as vantagens e riscos que cada uma apresenta. 

Se você pretende investir em imóveis, este conteúdo é obrigatório! 

1. Comprar um terreno pra valorizar

Levando em conta que a área construível é um recurso natural limitado, é fácil entender porque a tendência de um terreno é valorizar: a cada dia que se passa, a oferta de terrenos "vazios" disponíveis para construção em uma determinada cidade diminui. Logo, o preço aumenta. 

Vantagens: 

Devido a oferta e demanda, investir em um terreno "protege" o valor investido da inflação, uma vez que o valor do mesmo será atualizado pelo mercado. 

A tendência normal é de valorização. Em alguns casos, quando uma área "enobrece", o terreno terá uma valorização maior que a média. 

Desvantagens:

Enquanto o terreno estiver "parado", gerará despesas como capina, limpeza e IPTU. 

É preciso estudar cada caso com muita cautela, pois daqui há 10 anos um terreno comprado em uma área não urbanizada pode ser valorizado ou não. Sendo assim, o terreno pode não alcançar a valorização desejável. 


2. Comprar um terreno para construir

Neste caso, o lucro pode ser significamente maior, visto que o montante engloba também o valor da construção.

O principal fator aqui é escolher o terreno certo, de acordo com a expectativa do investidor. Por exemplo: existem áreas que permitem construções de no máximo três andares, o que claramente seria um fator impeditivo para o investidor que deseja construir um prédio de 10 andares.

Vantagens: 

Quando se constrói a valorização é muito maior, pois uma casa pronta para se morar é um conforto a mais para o comprador, que não terá a "dor de cabeça" da construção.

Como a construção é o principal atrativo do imóvel, a sua valorização se dará a partir do momento em que a construção estiver pronta, tendo o retorno sobre o investimento mais rápido do que a primeira modalidade. 

Desvantagens:

As mesmas desvantagens da primeira modalidade também se aplicam.

Caso o investidor não tenha experiência com obra, a construção pode levar mais tempo para ser concluída, assim como também sair mais cara, prejudicando a lucratividade do investimento. 

Ao se comprar um terreno em uma área da cidade menos valorizada, os preços tendem a ser menores e as chances de valorização são maiores. O local poderá receber obras de infraestrutura no futuro, como shoppings, hospitais e escolas. Este tipo de obra melhora a qualidade de vida local, e aumenta o valor dos imóveis.

3. Investir em imóveis na planta

O investimento em imóveis na planta apresenta maior risco em comparação à compra de terrenos, porém sua rentabilidade tende a ser maior. De forma geral, o imóvel valoriza durante a construção e depois de construído. 

Além do valor inicial ser considerado baixo em relação a outros tipos de investimento, em alguns casos é possível solicitar a personalização do ambiente. Para fazer um bom investimento com imóveis em planta escolha uma construtora que tenha um histórico de compromisso e qualidade. A imobiliária pode ajudar nessa escolha indicando seus parceiros de confiança.

Vantagens:

O dever de construir fica a cargo da construtora, então o investidor não terá a "dor de cabeça" da obra, 

O imóvel comprado na planta tem um preço mais em conta do que no momento em que o imóvel estiver pronto. 

A principal vantagem é que não é preciso dar o valor inteiro do imóvel no momento da compra na planta, o que proporciona uma lucratividade ainda maior caso ele seja comprado na planta e vendido antes da data de entrega. 

Desvantagens:

A única desvantagem é que o sucesso do investimento fica na mão da construtora e outras empresas envolvidas. Se a construtora quebra, o imóvel pode correr o risco de não ficar pronto. Também é preciso averiguar se a construtora tem credibilidade no mercado e já produziu obras de qualidade, pois mesmo entregue, o imóvel pode apresentar problemas. 

Na Redeplan, as construtoras parceiras são selecionadas pelo próprio diretor. Em toda a existência da imobiliária nenhum cliente teve problemas em comprar na planta. 

4. Comprar um imóvel para alugar

Nesta modalidade o investidor recebe uma renda mensal pelo seu patrimônio, que pode ser uma sala comercial, casa, apartamento, etc.

Na hora da compra do imóvel, o investidor deve buscar por um imóvel que tenha alto potencial lucrativo. Isso difere das escolhas pessoais de cada um sobre a beleza do local ou a sua localização. O imóvel deve ser analisado pelo comprador como investimento. 

No caso da escolha de um imóvel para alugar, o que deve ser analisado é a capacidade de retorno financeiro daquele imóvel. Por exemplo: em uma cidade universitária, pode ser um bom negócio comprar um apartamento pequeno, de um quarto apenas, para atender a demanda de alunos que não gostam de morar em república.

Vantagens: 

Caso seja feito com uma imobiliária, o dono do imóvel não terá nem o trabalho de ir cobrar pelo aluguel ou se relacionar com o inquilino. 

Trata-se de uma renda constante, que complementa o poder aquisitivo do investidor.

Se o imóvel se valorizar, o aluguel também tende a valorizar. 

Desvantagens:

O valor do aluguel está sujeito ao mercado local: se a vizinhança oferece um imóvel pelas mesmas qualidades por um preço menor, o imóvel pode demorar a alugar. 

Caso o inquilino saia do imóvel, o mesmo para de gerar renda. Este acontecimento é conhecido como vacância. 

O imóvel pode sofrer danificações caso o inquilino faça mal uso. 

Dica bônus: Investimento com segurança

Existem diversas possibilidades de fazer um bom investimento em imóveis. Entretanto, para quem está começando pode ser um pouco difícil entender os processos de compra e venda, ou até mesmo saber como avaliar o imóvel.

Por isso, esta última dica é sobre buscar ajuda profissional com quem entende sobre o assunto. Busque uma imobiliária que tenha um histórico de experiência e seja de confiança. A ajuda de profissionais qualificados torna o processo mais fácil e o seu investimento mais seguro.

Portanto, para fazer um bom investimento em imóveis é preciso se preparar de forma adequada. Seja paciente e faça seus estudos com calma. Existem várias maneiras de fazer um bom investimento em imóveis, então busque entender qual se encaixa melhor nos seus objetivos financeiros. 

A Redeplan é uma imobiliária com mais de 20 anos de experiência, comprometida com a qualidade de seus empreendimentos. Entre em contato conosco e vamos te ajudar a investir em imóveis!